sábado, 10 de janeiro de 2015

O que me apraz dizer sobre O Hobbit: A Batalha dos 5 Exércitos

Depois disto e disto, só uma palavra sobre o último: enfadonho. Vale pelo humor e personalidade de Bilbo Baggins e os desenhos apresentados no genérico final. De resto, demora demasiado tempo a chegar ao fim.

8 comentários:

  1. IMHO, levou dois filmes a mais a chegar ao fim.

    Bom fim de semana*

    ResponderEliminar
  2. Podes crer. Fui vê-lo com o homem e juro que já me estava a enjoar tanta engonhice.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pandinha, perdi a conta ao número de vezes que bocejei e penso "quando é que isto acaba?". É que nem a fealdade mostrenga me manteve alerta, de tão estúpidos que eram. E aquela luta entre o Azog e o Thorin é do piorzinho que pode haver, no que diz respeito a lutas "mano-a-mano" cinematográficas.

      Eliminar
  3. Esta trilogia ilustra na perfeição a frase "fazer render o peixe"! Um filme chegava para contar a história. ;)

    ResponderEliminar
  4. desde que o George Lucas inaugurou a moda "vamos lá atrás num instante ver como era o lorde capacete antes de ter problemas de asma" que o cinema nunca mais foi o mesmo. Vá-se lá saber porquê, eu gosto destas trilogias todas, mesmo que não sejam necessárias...sou tão pouco seletiva!!! Vá, pronto, isto do Hobbit, confesso que não havia necessidade de estar sempre a ver o Gollum, personagem visualmente execrável. Pronto, também já ponderei sobre o assunto! Bom domingo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. desabafos, acreditas que um dia fizemos a maratona de ver a six-logia da "Guerra das estrelas", durante 24 horas, acompanhados de tremoços, 'mendoíns e afins? A partir do 4 já se notava uma certa rabujice, de tanto ecrã à frente :)

      Goza o solinho da tarde :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.