segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Sou teimosa e casmurra

E acabei ontem, de re-ler, Os Maias. Finalmente!
E o que tem o título a ver com a primeira frase? 
Eu explico: é que por muitas pessoas que tentem convencer-me a ver o filme, eu não sinto vontade de o fazer, pois sei de antemão que não verei momentos e locais tão bem e ricamente descritos no livro. E contudo, uma pessoa por quem tenho bastante consideração literária, aconselha-me a tal.
Digam-me: o filme mostra o Alencar, ao luar, a declamar? Pois, bem me parecia.

16 comentários:

  1. Vai ver. Eu sei que não tens consideração nenhuma por esta tipa que te escreve, mas vai ver. Aparece o Maia a dar uma valente $%&$#% na brasileira. Que queres mais? O Ramalhete transformado na casa dos segredos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uva, queres começar a apanhar forte e feio, como certos comentadores que por aqui passam? Mau!!!

      Pois, tu, tipa que me escreve amiúde e que não conheço mais gorda, és uma das "escrivas" que tá a pesar num dos lados da balança. Tá bem?

      Eliminar
  2. Eu vi a peça no Trindade e chegou-me. Ninguém me tenta roubar outra vez o encanto pela obra literária.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, esse encanto pela palavra escrita, essa maravilha de descrições bucólitas e da socialite labrega que nunca há-de ser suplantada por uma simples queca a uma brasileira que nem brasileira é. Ora porra! Sou muito romanticó-bucólica, é o que é!

      Eliminar
  3. Um dia destes apanhei "O amor nos tempos de cólera" no Meo. Fiz a asneira de ficar a ver :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fazes asneiras dessas, Ness? Estas novas modernices de meo e zon / nos e afins só vieram estragar o prazer de ler :P

      Eliminar
    2. Estou a ver que também sacrificas outros ao prazer magnético das modernices :P

      Eliminar
    3. Nunca deixei de ler um livro que considero bom para ir ver o filme antes, se é a esse prazer que te referes. Daí a minha casmurrice :)

      Eliminar
  4. Partilho da tua opinião. Apesar de Cinéfilo inveterado, prefiro obras originais... Em qualquer Arte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eros, ainda está para sair um filme daqueles....

      Eliminar
    2. Mas atenção, ainda assim reconheço o génio de algumas transposições, como Coppola na trilogia do "Padrinho" ou a investida de Fincher com o bestseller de Stieg Larsson.

      Beijo, minha Minhota.

      Eliminar
    3. Eros, nunca vi o primeiro na íntegra, acreditas. É contudo, de um bom ano :P

      Já qt ao segundo, vi a versão americana e a original nórdica. Ou a minha mente está muito americanizada, ou a nórdica fica muito aquém dos efeitos e acção da versão americana, que gostei muito.Essa vai ser outra trilogia que pretendo devorar novamente!

      Eliminar

  5. Cá por casa também se anda a ler os Maias. Não, não sou eu! Talvez um dia lhe volte a pegar!...
    Mas comigo será o contrário... talvez me apeteça mais voltar a pegar no livro depois de ir ver o filme.

    Mas se precisas de mais uma opinião para te decidires, o que te posso dizer é: vai, acho que não perdes nada (não considerando o dinheiro do bilhete caso não gostes) mas não podes é estar a ver o filme e estar sempre a fazer comparações com a obra original. Alheia-te disso... e vais conseguir por certo dar por bem empregue your time and money.

    Maias à parte... estamos no Natal e hoje passei para te trazer votos de um

    ……………¨♥*✫♥,
    ………,•✯´………´*✫
    …….♥*……………. __/\__
    .….*♥……………… .*-:¦:-*…
    …¸.•✫……… FELIZ NATAL…
    ...*♥………………………¨♥*✫♥…
    .,•✯´…………………………,•✯´……
    •♥……………………Muitos beijinhos
    ✯………………………Afrodite (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Bizinha que está longe, de momento :)

      É precisamente esse alheamento que tenho receio de não ser capaz de atingir e que me estragará toda uma imagem altamente positiva. :)

      Excelente Natal para ti e para os teus e até breve :)

      Eliminar
    2. Eu sou apologista de primeiro ver o filme, depois ler o livro. Ao contrário a coisa não dá, o filme por melhor que seja nunca chega aos calcanhares de um bom livro.
      Maior parte das vezes não dá para fazer isso claro, e aí o filme sabe sempre a pouco.
      Mas se não vires o filme não vais saber se gostas ou não.

      Boas Festas para todos aqui do blog.

      Eliminar
    3. "...se não vires o filme não vais saber se gostas ou não."<<<<isto sim, é argumento capaz de me convencer a vê-lo (sem qualquer ponta de desdém). Obrigada, Anónimo :)

      E feliz natal para ti :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.