segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Das diferenças geracionais

Já se contam pelos dedos de uma mão os dias que faltam para o próximo sábado. Mas quem conta não sou eu. Eu só contei os muitos euros que estas 27 horas vão custar ao núcleo familiar. Vez única na vida do rapaz e se quiser mais, que gaste o dele quando começar a ganhá-lo. E que agradeça pelos pais que tem que eu nunca fui a lado nenhum e ele já viajou mais com 12 anos do que eu com mais 30 no pêlo!

(Espero mesmo que leias isto, um dia, quando já fores adulto responsável, ouviste, petiz careca com a maça de Adão a querer mostrar-se?)

7 comentários:

  1. E eu... não quero dar pulos de alegria mas quando penso no próximo sábado penso em fériassssssssssss... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahhh!! Acho a contagem decrescente para essa situação muito mais interessante do que a do meu petiz. :)

      Eliminar
    2. Conta, conta! Quo Vadis? :)

      Eliminar
  2. Essa da vez única é que não me convence :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, não precisas de ser convencido do que quer que seja, pois não? :)

      Eliminar
  3. mãe espalhando felicidade com competência, para memória futura! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. dasabafos, felicidade sim; agora competência....daqui a alguns anitos, veremos. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.