sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O mundo é uma ervilha

Acabo de reencontrar a velha amiga que ficou ao meu lado numa praia perto de Lisboa, que tinha um namorado/marido/parceiro/companheiro gorducho, desdentado e fumador compulsivo que pagou por uma daquelas tatuagens rápidas com o nome do filho e que foi feita por um vendedor de pulseiras.


Por que me lembro dela? Porque foi efectivamente a primeira pessoa que me lembro de ver a espalhar óleo johnson pelo corpinho enquanto se dourava ao sol.

2 comentários:

  1. bem que casal de personagens :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda me lembro da minha professora de Saúde do 9º ano dizer que era tão bom como qualquer outro protetor solar. Espera lá, será que era ela? :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.