segunda-feira, 21 de julho de 2014

A sonhar acordada

É só uma das muitas diferenças entre nós...

Enquanto eu sonho com o "dolce fare niente" em frente ao mar e à piscina, coisa que não faço desde o verão de 2012, há quem passe o seu tempo livre a olhar para as cartas geográficas do Exército e os mapas home-made, afim de descortinar se o melhor caminho a fazer durante as suas caminhadas matinais, lá para onde vamos este ano, é o da esquerda ou o da direita. Claro que quem tem que ir buscar o menino, caso se perca, e apanhar com o pó todo nas trombas, sou eu.

6 comentários:

  1. Caso se perca? Vais para o deserto? Homem que é homem não se perde tendo as cartas do exército! E para que servem as férias senão para fazer caminhadas e pedaladas em cenários desconhecidos? :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, que raio de pergunta. Atão se disse que vou ver o mar e estar regalada frente à piscina, achas que vou pró deserto???.

      As minhas férias servem para muita coisa, mas não para fazer caminhadas e pedaladas em cenários desconhecidos. As férias dos outros....ai isso é lá com os outros, quero lá saber :P

      Eliminar
    2. lol.... negociar é a palavra chave!!! ;)))

      Eliminar
    3. MVPV, claro: o MQT vai andar a pé e eu fico sossegadinha na piscina a manhã toda; como entretanto, ele vai ligar para o ir buscar, porque estará derreado das pernas, acabo por ficar ns piscina, a apanhar sol e tal, o dia quase todo :)

      Eliminar
  2. As cartas são "topográficas" e não "geográficas".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, é capaz de ter razão. Deu para perceber o que eu quis dizer, não deu? Obrigada. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.