sexta-feira, 30 de maio de 2014

Educação

Uma escola. 
Um jogo de futebol.
Coletes azuis vs. sem coletes.
Restantes alunos à volta do recinto a apoiar.
Meia dúzia de pais fora da escola mas com vista para o jogo.
Golo.
Puto, que tinha voz de homem e devia ser dos espécimes de 17 que se acha com 20 mas tem cabeça de 14 porque está há 3 anos a repetir o 9°, a festejar:
- Golo, ca-ra-lho. Grande golo, caralho. Filho da puta do guarda redes.

12 comentários:

  1. É. É que é mesmo assim e nem se dão conta do que dizem. E não tem a ver com os papás terem dinheiro ou supostamente lhes dizerem para não dizerem caralhadas. E quando são repreendidos devido à linguagem, ficam ofendidíssimos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que se dão conta. Faz parte do ar de mau.

      Eliminar
  2. Os miúdos não fazem mais do que imitar os craques dos futebol (a) sério.
    Durante noventa minutos, é vê-los e ouvi-los a distribuir impropérios uns aos outros e para jogadores e treinadores, caralho e filho da puta devem ser as palavras mais usadas durante o tempo de jogo.
    Porque haveriam eles de ser diferentes?

    ;)

    ResponderEliminar
  3. A mim parece-me apenas que não evoluem. Há uma estagnação!
    Ainda um dia destes passava por uma escola primária e a conversa era a mesma. Apre, que não aprendem nada!

    :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um tema muito comum, não é?

      Eliminar
  4. A culpa é toda dos blogs e das blogas. Eu não tenho nada a ver com isso; a primeira coisa que disse ainda nas mãos da parteira foi "conicha da prima que isto estava difícil, foda-se".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conicha é fofinho. Quase tão bom quanto chaboita.
      Já vens fino do útero da mãe.

      Eliminar
  5. Sim, e...?
    Uma coisa é o que se diz em casa e como se fala em ambiente social, dentro da sala de aula, com a família mais velha. Outra coisa é a linguagem entre amigos, no grupo da bicla ou no jogo da bola. O que dizemos nós do coninhas que chega à faculdade e não diz caralhadas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho dúvidas que não sejam iguais em casa.
      Na faculdade, o coninhas já é adulto, podes cair-lhe em cima por ser careta :p

      Eliminar
  6. "Puto, que tinha voz de homem e devia ser dos espécimes de 17 que se acha com 20 mas tem cabeça de 14 porque está há 3 anos a repetir o 9º" :-D

    riquinho

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.