quarta-feira, 9 de abril de 2014

É uma bodega, é o que é.

Isto de se ter tecnologia a rodos em todo o lado, 24/7/365 (6 nos bissextos) é muito giro e coiso & tal, mas quando falha, falha mesmo e obriga uma equipa inteira a fazer tudo de novo pela segunda vez, coisas que foram sendo feitas durante meses. Há 13 ou 14 anos, à mão, não acontecia nada disto!

E escreviam-se cartas. E eu gostava de as escrever, enviar e recebê-las de outros. Mas pronto...

25 comentários:

  1. Experimenta então re-escrever este post em papel de carta e enviá-lo por correio para os teus 132 seguidores e mais aquele anónimo parvo que insiste com as avelãs...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, tá bem. Deixe aí uma morada e peça a morada dos meus 132 seguidores e do anónimo parvo que insiste com as avelãs. Quando aparecerem aqui todas, eu envio 134 cartas. Fica prometido :)

      Eliminar
    2. http://www.pai.pt/

      ;)

      Eliminar
    3. olhe!! Já só faltam 133! Tá cheio de sorte, Anónimo! Brevemente, cumpre-se a promessa. :)

      Eliminar
    4. Bem... que a Dona do Blog se chateie com as avelas é uma coisa potra e aparecer um anónimo de sabe-se lá de onde a insultar os demais...

      parvo??? haverá confiaça para tal??? fiquemos por aqui "querido" anonimo...

      Eliminar
    5. Olha, olha, a flor de estufa amuou:

      http://www.youtube.com/watch?v=CmgDbn-GqrE

      <3

      Eliminar
  2. Anónimo, estava a ver que não vinha aqui defender a sua honra!
    Vá, não se zanguem nem se insultem, tá bem? Para ambas, já basto eu. :)

    ResponderEliminar
  3. A Pseudo, podia evitar isto. Bastava que cumprisse o que promete:

    "Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!"

    Se moderasse os insultos...
    Eu até posso insistir na avelas, mas um desconhecido/a chamar.me parvo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, eu modero os comentários, sim. Agora se considera isso um insulto, o problema é seu. Acredite que não publico tudo o que vem à rede. :)

      Eliminar
    2. Não me diga que tambem acha que sou parvo?

      Eliminar
  4. Anónimos, não me meto entre vòs. Entendam-se :)

    ResponderEliminar
  5. Olha agora "flor de estufa".
    Sabem o que vos digo "Pseudo Blogger" e "Pseudo Anonimo/a" isto não e um blog, "É uma bodega, é o que é!"

    E com esta me vou. Fiquem bem, voces merecem-se.

    ResponderEliminar
  6. Vai pela sombra:
    http://www.youtube.com/watch?v=uRTW7tl0pew

    ResponderEliminar
  7. Eu sempre disse isso e ninguém me liga...sou uma frustrada que escreve post its para manter a esperança e não aponta a vida no telemovel...ah e tenho uma agenda...na qual não escrevo...mas está lá

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada, parece que temos coisas em comum. Eu tb só uso o telemóvel para telefonar e como despertador...tem mais funções, mas não me atraem.

      Eliminar
  8. Respostas
    1. R., o técnico lá do burgo, funcionário duma empresa, estava a trabalhar no servidor e no sistema....e crash!!! Acontece, mas é uma merda muito grande!

      Eliminar
    2. E? Para essas eventualidades é que existem backups.

      R.

      Eliminar
    3. Sim, mas nem sempre estão actualizados, mesmo quando as coisas são feitas uns dias antes, o que foi o caso de alguns DTs. Outros tinham muita coisa, desde Janeiro, por fazer. :)

      Eliminar
    4. Só nos lamentamos depois das coisas acontecerem.

      R.

      Eliminar
    5. É verdade, sim. Somos pouco prevenidos.

      Eliminar
  9. É SÓ PARA INFORMAR QUE SÓ VOLTAREI A PARTICIPAR NESTE BLOG QUANDO A PSEUDO EXIGIR E GARANTIR UM PEDIDO DE DESCULPAS PUBLICO DO ANÓNIMO QUE ONTEM ME CHAMOU PARVO E FLOR DE ESTUFA.

    TENHO DITO!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo que berra, eu disse que não me meteria entre anónimos. Por algum motivo eu não publiquei algo que esse outro anónimo aqui comentou acerca de si. Desenmerdem-se, pois desta vez não fui eu que comecei. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.