quinta-feira, 17 de abril de 2014

E porque hoje é quinta e...

...eu estava indecisa quanto ao título a dar a esta publicação, deixo-vos com o seguinte poema que me foi oferecido pelo tal motard de Sesimbra, que se chama Elísio Panão, e cuja história de vida e outros poemas poderão ser encontrados em elisio.panão@facebook.com. Quanto a este, completá-lo-ei no Domingo.

Parabéns família benfiquista! 
pela vitória do _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ...
é bom saborear a conquista...
e festejar sobre esse facto.

No final é que se fazem as contas...
não há vencedores antecipados.
As equipas estão sempre prontas...
mas a sorte vai pender para um dos lados.

Movimenta multidões...
o desporto chamado rei...
Com polémicas e contradições...
quem são os culpados? "na sei".

Neste festa encarnada...
com todos extractos sociais
é bom ver a família animada...
e esquecer as arbitragens anormais.

Agradecer a toda a estrutura...
desta grandiosa instituição...
com 110 anos de envergadura
pela _ _ _ vez na 1ª liga é campeão.

Em homenagem ao Pantera...
o destino se encarregou de o fazer...
o Benfica teve nesta primavera...
uma Páscoa para não esquecer.

Não sou amigo da ingratidão...
uma atitude digna fica bem!
estes adeptos são uma nação...
em número?  mais nenhum clube tem.

(Copiado para aqui como me foi entregue em mãos pelo próprio.)

8 comentários:

  1. Oxalá não te engasgues... com as amêndoas! :)))
    Boa Páscoa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu tens algum problema comigo, Zezinho, e eu não entendo porquê. Explica, sff.

      Eliminar
  2. Tu, e a tua sócia, pois sois do mesmo saco... humpfff!
    Boa Páscoa para ti ó lampiona lisboeta!
    :)))))

    ResponderEliminar
  3. Empoleirado no meu galho
    Miro o mundo aos tropeções
    O Pintinho lamentado o triste fado
    E o Bruninho no muro das lamentações

    Oh! Sorte malvada!
    Clama o Pintinho com ar d'anjinho
    Donde saiu esta alma penada
    Que me veio estragar o arranjinho

    Oh! Destino! Arrepela-se o Bruninho.
    Mas que vida ao desatino
    Pior que a do Isaltino
    É viver fazendo o pino
    P'rá arranjar mais um pontinho.

    Indiferente à tormenta
    Ri-se o Jesus de supetão
    Fechem p'raí a matraca
    E vejam o Benfica campeão!

    Doces amêndoas para si.

    ResponderEliminar
  4. Além disso e falando seriamente que mais do que para rir a vida está para chorar, o povo português tem que compreender que o Benfica, a Instituição Benfica, mais do que uma mera agremiação de rapazes que com incomparável mestria sabem pontapear uma bola, é uma Obra-de Arte.
    Sem essa noção cultural, dificilmente os níveis civilizacionais e educacionais do povo, prosperam!
    E nunca o copo vazio a complementar as doces amêndoas.

    ResponderEliminar
  5. OCorvo!! Olá, há quanto tempo :)

    Concordo com tudo e o poema anterior é de mestre! :)

    ResponderEliminar
  6. Glorioso SLB:

    http://tiamosporting.blogspot.pt/2011/11/caso-antonio-costa-mais-uma-polemica.html

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.