quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Cada vez que lá vou, lembro-me de ti, rapariga

Então hoje lá fui mais uma vez ao CTB, como tem sido hábito nos meses de Janeiro e Fevereiro dos últimos 4 ou 5 anos. E mais uma vez, vi as meninas que nos chamam e um menino que nunca tinha visto, que se chamava Pedro e que me chamou e atendeu. Tirou-me uma fotografia engraçada. Se quiserem, posso partilhar; peçam muito, tá bem? E é precisamente por causa desta possibilidade de partilha que hoje escrevo. 
O exame foi efectuado rapidamente e qual não foi o meu espanto quando o Pedro me diz que posso esperar pelos resultados no corredor. Habitualmente tenho que lá voltar passados uns dias para levantar os resultados. Vocês sabem como a coisa funciona, n'é?
Entretanto, chego a casa com um grande envelope fechado, em meu nome. Abro-o e lá dentro tem a habitual radiografia e um CD. Que pus no computador, para ver o que continha. E continha a mesma coisa que era exibida na radiografia. E foi aqui que surgiu o tal ponto de interrogação invisível e imaginário por cima da minha cabecinha: qual a necessidade de darem a um utente um bocado de plástico preto e branco flexível e transparente e um bocado de plástico redondo com um furo no meio, contendo exactamente a mesma informação? Então isto não custa dinheiro? O que eu paguei não me parece ser  suficiente para tanto material que trouxe para casa. Será que o médico-dentista que vai olhar para a coisa vê a coisa melhor num lado do que no outro?
Snail, explica-me, se faz favor.

7 comentários:

  1. Não sou a Snail, mas posso avançar com uma explicação, O bocado de plástico preto e branco transparente serve para ver eclipses do sol e abrir portas quanto te esqueceres da chave e deixares a porta no trinco. O outro serve para gravar qualquer coisa que te interesse...Também podes usá-lo no carro e dizer que o leitor de CDs está avariado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, são boas explicações. Acho que vou guardar ambos, pois nunca se sabe quando é que poderi ver o sol por um furo :)

      Ainda fazem leitores de Cds para as viaturas? :Pl

      Eliminar
  2. Menciona pilas gigantes e a Snail talvez apareça.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda tenho alguns limites; além de que já lhe oferecipilas para ela se entreter durante uma vida inteira. :)

      Eliminar
    2. Acho que ela discordaria.

      R.

      Eliminar
    3. Deixemos que seja a mocinha a ter a palavra sobre o assunto em epígrafe. :)

      Eliminar
  3. Para quê também não sei.
    Agora, sei que uma vez que reconhece ter pago barato pela coisas,( no caso presente, coisas) só tem que lá voltar e reclamar do barato da coisa, (e lá estou eu com a coisa...coisas) e exigir pagar mais!
    E mais não digo.

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.