segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Conheço a peça há anos, mas ainda caio nestas

Ela: "Vou ter um bebé..."
Eu: "Tu ...o quê??? Parabéns!!!"
Ela: "Sim, isso que leste. Deve sair logo à noite..."
...

O diálogo via SMSs foi mais ou menos assim, há umas semanas.

Saiu uma gata já com 2 ou 3 meses de vida. E eu a pensar que era outra coisa. Impossível não era, mas altamente improvável, tendo em conta a pessoa em causa. É contudo o quarto elemento da família. E tem um nome originalíssimo, que não posso partilhar: C.J.P.G.
(Se ela lê isto, dá-me um tiro!)

10 comentários:

  1. O G é de gata? E o P será de pu..?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, não, o G não é de gata. E não percebi a interrogação final. Explicas?

      Eliminar
  2. Era pura. A gata :)

    Fizeste tal mistério à volta do nome que era provável que desse asneira :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas deu asneira? É que "pura" não me parece mal. Querias dizer outra coisa, era?
      E se fiz mistério, é porque achei que deveria preservar o anonimato da gata e da dona. :)

      Eliminar
  3. E eu acho que fizeste bem. Mas abriste o apetite a quem te lê. E a tendência é para encontrar um nome que encha o ouvido. Foi aquilo a que habituaste quem te lê :P

    ResponderEliminar
  4. Desculpa?? Eu habituei quem a quê?? Mas eu agora é que dito o que vocês interpretam das minhas palavras? Olha, eu sou responsável pelo que escrevo, não por aquilo que entendes....já dizia o outro...

    E que nome, neste caso, é que enche o ouvido, o teu, já agora??

    ResponderEliminar
  5. Nã, nã, qual interpretação, olha aí para os destaques da coluna da esquerda e diz lá se é preciso interpretar alguma coisa dos conteúdos desta casa! E não estou a dizer que sejam impróprios :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neste caso em particular pelos vistos TU interpretaste algo que não era minha intenção. Ora essa!!

      Eliminar
  6. Aceito que não fosse a tua intenção. Quando eu ouço os Gato Fedorento estou sempre à procura de um motivo para me rir. Pode é, nesse caso, não ser a intenção deles fazer-me rir :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, a associação que me parece que tu fizeste foi completamente despropositada. Vindo de ti, surpreendeu-me deveras. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.