sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Eu tenho os melhores comentadores do mundo e maisalém

Eu boto posts de encher chouriços, eu teclo sobre coisas enigmáticas cujo significado só eu conheço, eu partilho algumas dúvidas e pensamentos parvos, eu falo maioritariamente sobre mim...e vossas excelências continuam com uma paciência de jó para manter o tasco de pé. Vocês são todos uns queridos! Sem excepções!
E não, não bebi nada alcoólico ao jantar. Isto é mesmo sentido! Bem hajam!

34 comentários:

  1. Ok, estás com os copos. Não negues.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nego, sim senhor. Não estava nada, seu calunioso! Hoje, em relação a ontem, sinto o mesmo e mais preguiça. :)

      Eliminar
    2. que grande porre:-b

      É claro que o tasco subiu e muito de nível com a minha chegada aqui.

      R.

      Eliminar
    3. R., e ainda há-de subir mais! Não queres cá chamar o teu irmão, não? :P

      Eliminar
    4. Querias, não querias? :-b

      R.

      Eliminar
    5. Keep on dreaming com o rapazola bem parecido. :-b

      R.

      Eliminar
    6. Egoísta! Queres guardá-lo só para as outras :P

      Eliminar
  2. E eu que achava que apenas os homens usavam AXE. Afinal, tu deves usar uma versão especial do dito, que oloriza o ecrã e atrai, qual canto da sereia, os melhores comentadores do mundo e mais além ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xilre, o X???...OLha, sabes o que comprei ontem, sabes? Não, não foi esse, foi outro. :)
      "qual canto de sereia" soa-me bem, mas o meu filho diz que eu canto muito mal e é capaz de ter razão. :)

      Eliminar
    2. O Narta da L'Oréal?
      Narta fica bem em qualquer ocasião (mesmo quando temos que pagar o gasóleo na bomba)!
      Por isso é que os familiares não podems ser usados como testemunhas em tribunal... :b

      Eliminar
    3. Agora fizeste-me lembrar um peixe azul...

      Oube, eu só dou importância ao que se come, ao que se bebe e a certas coisas que se lêem. E ler rótulos de cremes não é importante. Try again, bitte :)

      Eliminar
  3. Sempre na esperança de um dia nos podermos conhecer, beber um copo e acabar entre lençois...É investimento...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo, gosto desse teu optimismo. Mantenhamos o investimento então. Ou será que não é um daqueles a fundo perdido? Só o futuro o dirá, n'est ce pas? (Rima bilingue...uauuuu!!)

      Eliminar
  4. Isso é porque andas arredada do Chateau Mirone. Se lá fizesses uma visita ias ver o que são comentadores de Cólidade, não desfazendo nos teus, nos quais orgulhosamente me incluo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mirone, nunca arredada. Leio tudo, até o que não escreves, mas se intui! Apenas mais silenciosa. E sim, os teus são quase tão bons como os meus. Claro que quando eu comento, a qólidade é ainda mais grande :):)

      Eliminar
  5. Nem sempre te entendo.. mas faço um esforço. E gosto da forma clara e sem manias que pareces ser. Quem quer gosta quem não quer, paciência, siga e perca-se duas portas à frente.

    Hoje levas beijo. Porque eu quero e pronto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AC, às vezes tb não te entendo. Mas a escrita pessoal é mesmo assim, diz-nos respeito a nós e só desvendamos o que queremos desvendar. E concordo contigo: se gostam, fixe. Se não gostam, deve haver mais cantinhos a espreitar. Admito que não sou muito simpática e calorosa, é verdade...mas é só às vezes.

      Beijokas! :)

      Eliminar
  6. Não alimento artigos destes. Como é possível ver aqui: http://pseudoblogdapseudo.blogspot.pt/2013/09/nao-ando-desaparecida.html

    Adeusinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. POC; que adeusinho? Até breve, home, muito breve!!

      Preferias alimentar que tipo de artigos atão? Olha, que achas da ideia de eu te copiar e iniciar a rubrica "O leitor mostra-se"? Alimentavas esse tipo? :)

      Eliminar
    2. Eu já deixei de cá vir há muito tempo, como podes confirmar agora.

      Ninguém quer ver um aleijado.

      Eliminar
    3. POC, eu quero, ora! Aliás, acho que vou mesmo com esta ideia p'rá frente, com ou sem o teu consentimento. Tá bem?

      Eliminar
    4. A ideia vai para a frente? Só se for a de me quereres ver, porque a outra está patenteada.

      Eliminar
    5. POC, a ideia já foi para a frente, com os devidos créditos.
      Quanto a querer ver-te, eu já te vi algumas vezes. Mas mais uma nunca é demais. É como quiseres. :)

      Eliminar
    6. Já me viste? Então...eras tu aquela boa com uma prateleira do camano, que me abordou na rua a implorar por uma saída comigo? Não? OK.

      Eliminar
    7. Já vi e essa não era eu, pois detesto implorar :P

      Eliminar
    8. Eu disse "Não? OK." :)
      Onde me viste? No Preço Certo? Na Amiga Olga?

      Eliminar
    9. Numa foto num qualquer país asiático :P

      Vou contar-te uma história, em privado, mas mais logo, com tempo. :)

      Eliminar
  7. nós tb gostamos muito de ti :-)

    riquinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Riquinho, já acabou o verão, foi? Decidiste regressar à casa-mãe? :)

      (Por acaso tb senti a tua falta :))

      Eliminar
  8. Hummm, andava aí Mateus,numenganas :P

    AC, sem manias? A Pseudo? Atão e o sofá?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ness, pensas tu que me conheces! A última vez que bebi Matéus Rosé foi no dia 13 de Setemmbro. Penso que passados 7 ou dias o efeito já terá passado. Ontem, foi só águinha :P

      Olha lá, este foi um post a passar-vos a mão pelo lombo e tu agora vens práqui recordar-me/nos das minhas peculiaridades?? Mau...
      Ké que tem o meu sofá, já agora? Tu não tens o teu em casa? Inbejuoso!

      Eliminar
  9. Tu sabes que o meu sofá preferido é muito pequeno, estreito e pontiagudo :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hein??? Num percebi. Ou melhor, percebi algo que acho ser algo badalhoco ...ou isso ou uma prancha de surf :P
      Olha lá, hoje não é dia de trabalho :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.