domingo, 22 de setembro de 2013

Apetece-me lá voltar só para contrariar o Senhor José R. de C.

Depois de andar a turistar pela Holanda durante 4 dias e meio, viagens de carro para entrar e sair do país incluídas, saí de lá ainda mais hipnotizada do que antes de lá chegar. Eu encantei-me com a segurança das auto-estradas, o respeito pela sinaléctica, a hospitalidade hoteleira, a paisagem plana a variar entre mar, lagos e campos, as casas pequenas, a comida farta e saborosa (apesar de caríssima) do hotel, o mobiliário minimalista, as pequenas vilas turísticas floridas, o colorido das zonas rurais, a simpatia e a prestabilidade das gentes de Amsterdão, o ambiente relaxado dum bar de hotel em Roterdão, com as bicicletas e com uma frota automóvel invejável, as ruas estreitas e obscuras a convidarem a passeios nocturnos, a altura deles e delas, os queijos e os mexilhões...e sei lá que mais.
E hoje comecei a ler o tal livro - que terminarei ainda hoje ou amanhã - que vem desmistificar completamente esta minha imagem ingénua dum povo que eu sabia de antemão ser bastante diferente de nós.
"Com os Holandeses", escrito por quem lá reside e publicado em 2009, apresenta-os como pouco calorosos (mesmo com a família), distantes, arrogantes, fanáticos pela organização, muito pouco transparentes, racistas e intolerantes perante o inesperado, calculistas e interesseiros, amáveis e generosos só quando sabem que irão conseguir obter contrapartidas.
Por outro lado, e muito resumidamente, também os mostra como pessoas trabalhadoras, cumpridoras dos seus deveres profissionais e fiscais, zelosas do bem comum, cientes dos seus direitos, reivindicativas, solenes, formais e tristonhas. Segundo o autor, falta-lhes uma certa "alegria de viver".
 
Tenho mesmo que lá voltar e olhá-los com outros olhos!
 

12 comentários:

  1. Acho que ele neste momento está preocupado, o Rentes. Está a contar o tempo para que tu vás à Holanda, beber um mazagran e convencê-lo de que os holandeses afinal são mais foliões que os brasileiros. Oh, se está :b

    Boa noite, Pseudo :)

    ResponderEliminar
  2. Vou para lá daqui a 3 semanas... e espero trazer muitas coisas para contar. quero ir ao museu erótico, ao Red District assistir a um espectáculo de sexo ao vivo, e ao Bulldog fumar uma ganza civilizada e permitida.. e alugar uma bicicleta para percorrer a cidade, e ir áàcasa de Anne Frank, e ao mercado das tulipas, e viajar de barco pelos canais. Estou em pulgas... já tenho tudo, só falta mesmo ir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AC, eu ia já, já contigo. MAs tu falas de Amsterdão. Eu, a voltar à Holanda, não a colocaria como cidade prioritária. :)Leiden e o norte, talvez...

      Eliminar
  3. Não sejas tonto, X! Ele está a ler um dicionário neste preciso momento e tu sabe-lo :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu volto lá primeiro que tu (se a TAP o permitir, acho) e se o vir por lá, dou-lhe o teu recado! :)

      Eliminar
    2. Muito agradecida. :)

      Eliminar
  4. O Sr. J.Rentes de Carvalho vive lá há mais de 40 anos. Deve estar enganado.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JM, só pode! Ora essa, até parece que eles não se embebedam nem se portam mal no futebol e não têm aquelas parades estranhas com gente colorida...

      Mais a sério: apanhei um baque depois de o ler. :)

      Eliminar
  5. Tendo a concordar com o JRC.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R., tendes a tal porque só queres contrariar-me, que eu sei :P

      Eliminar
    2. E não teria piada de outra maneira :-)

      R.

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.