segunda-feira, 26 de agosto de 2013

E agora Paris - a correr



Para onde partimos bem cedo, de Versalhes, de autocarro e de metro. Eu, incompetente geográfica, aqui admito que seria incapaz de fazer o que fiz se não tivesse a companhia do MQT a orientar-nos e a dar-nos a direcção correcta do metro. Não que fosse difícil, mas o meu medo de enfrentar o desconhecido imperou, levando-me a confiar a 100% nas suas indicações, mesmo que por vezes também ele se sentisse algo perdido. Mas não tem nada que saber, só há que ler os nomes das paragens, entrar e descer a escadaria correcta e virar à esquerda quando tivermos que virar à esquerda. E à direita, quando for o caso.
Nunca andei tanto de metro como nesse dia parisiense. E tive medo. Medo de encontrar certos indivíduos à noite, no metro, pois lembrava-me de todos os filmes e livros que retratam episódios passados debaixo da superfície. Da Torre Eiffel, com uma paisagem citadina a perder de vista dos telhados parisienses, ao Trocadero e ao Arco do Triunfo, passeando e almoçando nos Campos Elíseos, novamente de metro até à Praça da Concórdia e ao Obelisco roubado aos egípcios, caminhando pelos Jardins das Tulherias, onde nos cruzámos com o sinistro homem das pombas que fez questão de as ver debicar nos meus braços e daí dar um pulinho ao Louvre, para depois deambularmos ao longo das margens do Sena enquanto observávamos as pinturas coladas no muro com fita adesiva e os barcos, até Notre-Dame, onde o Corcunda se entretinha a meter-se com os espectadores e turistas, dando-lhes a mão sem que se apercebessem (uma espécie de apanhados ao vivo, hilariante), voltarmos ligeiramente atrás e assistirmos a um jogo de voleibol de praia em plena cidade e de seguida apanharmos novamente o metro para ir até ao Sagrado Coração, donde saímos após devorarmos um daqueles hot dogs nojentos de rua que nos saciou a fome vespertina, para chegar ao Pigalle e ver o miúdo embasbacado com tantas sex shop e a repetir, qual papagaio, "eu quero ir ao Moulin Rouge" e daí, completamente estoirados, apanharmos o metro, na estação Hotel de Ville, de volta a Versalhes onde, antes de jantar, ainda beberiquei um Starbuck enquanto esperávamos pelo autocarro, cuja condutora nos deu uma borla, possivelmente por sermos estrangeiros e os primeiros a apanhar o autocarro que dava a última volta do dia. Cansativo, deveras. E estas são só as primeiras e aligeiradas recordações duma cidade riquíssima, de que pouco vimos. Não consigo escolher uma foto das 133 que tirámos no dia em questão. E tanto ficou por fazer!

18 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=s-PMq0ORPW4

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo, obrigada pelo complemento excelente. Tudo o que eu disser, palavras subjectivas, fica muito aquém do que é a cidade.

      Eliminar
  2. Eu também vou querer "postar" um link dum filme que tenha a ver com a história:

    http://www.youtube.com/watch?v=SuZ9_9wvyt8

    Que tal Pseudo-Madame? J'ai été bon?...

    Veijinhos do Bizinho de cima ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. òh vijinho, como sabe que é de cima?? Pode ser de baixo, home!!
      Ainda hoje vi esse trailer novamente, à espera do filme. É uma moca! Apanharam bem os estereótipos portugueses. :)

      Eliminar
  3. Sou de cima porque me chamo "Tiro Liro Liro" e como diz a canção, "lá em cima esava o Tiro Liro Liro...":

    http://www.youtube.com/watch?v=cxSFPGO46dI

    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tá bem. :)
      A ver se um dia escrevo qualquer coisa que o inspire a partilhar metal ou étnico um uma balalaica, quiçá uma lullaby :P

      Eliminar
  4. As you wich:
    http://www.youtube.com/watch?v=4OjiOn5s8s8

    PS: O filme Gaiola Dourada vale a pena
    PS2: Tenho gostado de lhe conhecer o lado mais familiar...

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PS: Acredito que sim e acredito que o verei brevemente.
      PS2: Olhe, obrigada e ainda bem. Que outro lado é que conheceu antes, já agora?

      Nickelback: rock sentimental misturado :)

      Eliminar
    2. O de Blogger, naturalmente!(E o de Bizinha, vá...)
      Se bem que já lhe vou conhecendo também alguns gostos musicais...

      Pegue lá mais uma bizinha. Uma atinadinha, no video e na letra..

      http://www.youtube.com/watch?v=ijxk-fgcg7c

      Eliminar
    3. Passei horas a ouvir o vynil Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me, por volta dos meus 14 / 15 anos, donde, obviamente, não constava a Lullaby. :)

      Eliminar
  5. Uma última... Em homenagem ao Jack...

    http://www.youtube.com/watch?v=97sKPE-Io4E

    ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Country e Jack = Fado e tinto :)

      Eliminar
  6. Paris é...Paris!
    Já lá estive várias vezes e saio de lá sempre encantado.
    (e sim, também conheço os sítios mais escuros)

    E confirmo, A Gaiola Dourada é um grande filme!
    e não é apenas uma comédia, quando o vires, não o vejas apenas por esta vertente.
    Grandes interpretações da Rita e do Joaquim de Almeida e uma grande Catarina Wallwnstein num fado lindo, da forma como a vejo cantar no Mesa de Frades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leãozinho, tenho intenções de o ver com olhos de ver, pois não valeria a pena alguém investir dinheiro e tempo para somente perpetuar ideias generalizadas que já vêem do tempo da outra senhora. :)

      (Safado :P)

      Eliminar
  7. Me gusta Paris. A cidade é linda.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também gostei. Dos telhados ajardinados às esplanadas repletas a transpirarem descontracção às pequenas lojas e montras em ruelas mais pequenas ....e já sei que foto adicionar!!!

      Eliminar
  8. Aquilo é um Bugatti? Nesse caso o que faz lá a Union Jack?

    Não sei se os sítios escuros do Leão são as famosas catacumbas, mas essas estão no meu roteiro para a próxima visita. Não é que lá tenha estado muitas vezes, foram duas, num total de uns 5 dias no centro :)

    ResponderEliminar
  9. Ness, o dono é um inglês, que gosta de carros italianos, em férias em Paris? Achei o achado tão peculiar e colorido. Irresistível :)

    Hmmm, deixo que seja o leãozinho a responder sobre os sítios escuros :P...tolo :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.