terça-feira, 18 de junho de 2013

Músicas irritantes que fizeram parte dos meus pré-vintes - II

Há alguém na família que ouve esta, quase diariamente, enquanto está no duche. Quando tal acontece, eu fecho todas as portas, para evitar ouvir tal coisa.

25 comentários:

  1. Respostas
    1. Snail, imagina só o meu tormento quase diário. Quem me mandou a mim comprar-lhe uma flauta!!

      Eliminar
    2. Não pode piorar mais do que aquilo que oiço diariamente. Decididamente, não tem jeito para tocar aquilo.

      Eliminar
  2. Desculpa: espero que seja só com esta música. Carlos Paião é um dos grandes que Portugal teve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catsy, não é nada contra ele, que teve um fim precocemente trágico. Mas depois de estares mais de 2 décadas sem a ouvires, experimenta ter que a ouvir todos os dias até à exaustão, várias vezes ao dia, em viagem, no duche, antes de adormecer, no caminho para a escola. Farta. :)

      Eliminar
    2. Concordo. Mas tenho com o Paião o mesmo que tenho com os Queen. Grandes, ícones, referências, incontornáveis, mas a música que fizeram não me toca.

      Eliminar
    3. Heh...sou capaz de arranjar uma musiquinha irritante deles, também :)E video.
      Mas há temas deles que farão sempre parte duma eventual playlist no carro. :)

      Eliminar

  3. «Podes não saber cantar, nem sequer assobiar, com certeza que não vais desafinar... em PlayBack, em Playback, em Playback!»

    Tantas vezes cantei isto... óó!
    Mas estou contigo... porque por muito que eu tenha gostado de Carlos Paião, esta música nunca faria parte de uma playlist minha.


    Bom dia vizinha
    Beijinhos
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá bom dia, bizinha que está longe (acho eu ) neste momento :)

      Eliminar
  4. Algo fizeste para teres esse espectáculo todos os dias. Confessa, vá.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R., fiz sim: dei-lhe um telemóvel faz agora um ano :)

      Eliminar
    2. Essa é parte do material obrigatório das aulas de música, durante as quais começou a ouvir tal coisinha irritante. :) Portanto, desta vez eu não tive nada a ver, directamente, com o assunto. :)

      Eliminar
    3. Parte a flauta, como quem não quer a coisa. E afoga-lhe o telemóvel.

      R.

      Eliminar
    4. Ah, realmente é uma bela solução. E depois teria que comprar outra, né???
      Já quanto ao telelé, se fizesse tal, como é que contactaríamos quando ele fosse para "tu sabes onde" e que está para breve? Respondes-me tu: "mail e skype". Respondo-te eu: "não nos foram dadas garantias de que tais serviços pudessem ser usados quando houvesse necessidade". :P

      Eliminar
    5. Bah, o telelé não te dá garantias de nada. É só ele não querer, e bem que podes tentar :-b

      R.

      Eliminar
    6. R., eu não vou tentar nada. Ele é que vai tentar, sob o risco de apanhar uma coça quando regressar :)

      Eliminar
    7. Ora, ameaça-o então com uma coça se voltar a ouvir isto no duche. E a tocar flauta quando estás em casa.

      R.

      Eliminar
    8. Isso seria um atentado à liberdade de expressão do rapaz e ele acha que eu já o interrompo em demasia.
      Prefiro fechar as portas todas. :)

      Eliminar
  5. Esta música é qualquer coisa... mas o que eu adoro mesmo é aquele movimento de cabeça no refrão. Mas não posso falar mal sei-a quase de cor e quando me ponho a cantá-la chego ao cumulo de fazer a coreografia das cabeças a abanar

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. M&M, ao pé de mim, por favor não a trauteies :)

      Eliminar
    2. Por acaso fiquei com ela na cabeça por causa de ti. Mas está descansada eu não canto em público ;)

      Eliminar
    3. M&M, desculpa. Não era intenção minha traumatizar-te. :)

      Eliminar
    4. Nada disso. Eu gosto desta música.

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.