sexta-feira, 28 de junho de 2013

De mim e dos outros

Não sou pessoa com quem facilmente se lide. Não sou pessoa que se deixe conhecer rapida e facilmente. Por debaixo duma capa de aparente desinteresse por quase tudo e por quem não me é próximo, dum sorriso fácil, de boa educação e formalismo q.b., há alguém bastante complicadinho, é verdade.
Vem isto a propósito de alguém, hoje à tarde, me ter pedido desculpas, e só a mim, perante um grupo de mais 7 pessoas, por ter sido ...obsceno. Justificou-se, perante mim, como forma de quebrar o gelo, e perante os outros, dizendo que não tinha confiança suficiente comigo para ter usado vernáculo. Daí as desculpas. Acabou o desabafo público contando uma anedota de velhos de muletas e meninas de rua.
O seu desabafo fez-me concluir que ele não lê o meu blog. E ainda bem. Nem sabe que sou benfiquista, tal como ele. Ou que resido em Braga, tal como ele. Mas fez-me questionar se realmente eu serei uma pessoa assim tão inacessível e distante, obscura, aos olhos dos outros.

5 comentários:

  1. Máscaras. Lembras-me alguém.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R. o que escrevi há anos continua actual:
      http://pseudoblogdapseudo.blogspot.pt/2006/02/minha-mscara.html

      Eliminar
    2. Quem é que eu te recordo, já agora? :)

      Eliminar
  2. Na forma como escondes? A minha pessoa.

    R.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. R., foi isso mesmo que pensei. :)

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.