terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Razão parental versus emoção maternal

Venceu a primeira, após conversas com terceiros. Eu era uma das vozes que puxava para trás, no meio de tantas mais que puxavam para a frente. É daquelas decisões que só a longo prazo saberemos se foi a adequada.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.