quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Alienação mental

É o que sinto por não ver noticiários, não ouvir notícias e seleccionar, dos títulos online, o que me interessa ler. É verdade que me sinto alheada das tricas politicas e dos roubos anunciados, divulgados pela comunicação social. Mas o meu dia-a-dia já me dá tanto que fazer e que pensar que o meu cérebro, órgão comandante de todas as minhas acções, se recusa a ver e ouvir mais desgraças, sejam as do correio da manhã, sejam as relacionadas com o vitinho. E agora vou dormir. A sério. São 22:00 horas.

2 comentários:

  1. Beijos... e bom descanso.

    (melhores e mais calmos dias virão)

    (^^)

    ResponderEliminar
  2. Estou contigo...Já não posso ouvir falar de crise, dificuldades, desgraças, austeridade, desemprego, miséria... prefiro ignorar. Vivo um dia de cada vez e quando chegar tanta desgraça ao pé de mim, nessa altura logo vejo.

    Recuso-me a sofrer por antecipação.

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.