domingo, 13 de maio de 2012

Peculiaridades da vida de aldeia

  • Na aldeia de XXXXXXXXXXX foram roubados 3 porcos.
  • Noutra aldeia vizinha, um senhor oferece €5000 a quem chibar a pessoa que roubou uma pá de porco durante a noite.
Será coincidência? Haverá relação? Obviamente que já se sabe onde estão os porcos e os seus membros.

9 comentários:

  1. Cinco milhares de euros?
    Arranja-se já um bode espiatório :p

    ResponderEliminar
  2. Até parece que só há porcos numa aldeia :-P
    Eu trabalho com uma carrada deles :-P

    ResponderEliminar
  3. Pusinko, eu acho que o porco inteiro não vale isso, quanto mais a pá.

    Riquinho, tu interpretaste como quiseste. Costumas ver anúncios nos jornais lisboetas acerca de roubos de animais e/ou partes deles, é? :P

    ResponderEliminar
  4. Os jornais lisboetas chamam-se nacionais :-P
    Sim, animais é o que não falta por aqui.

    ResponderEliminar
  5. Pusinko, filha, quando os bodes "espiarem" o mundo rural entra em guerra até ao "estermínio"...
    Ric, reler o "1984" nunca fez mal a ninguém...
    Mana, também te amo muito...

    ResponderEliminar
  6. ricman cinéfilo14/05/12, 20:21

    Não é o 1984, é o "animal farm" :-P E o 1984 leio-o com alguma frequência (e tenho o dvd do filme feito na época retratada pelo Orwell, com o Richard Burton, o John Hurt e uma gaja qqer q aparece nua :-)

    ResponderEliminar
  7. Riquinho, olha lá, e os bairros e frequesias lisboetas não possuem preciosidades escritas como as da minha aldeia??? Que cidade tão piquena e cinzenta a tua :P

    Mano, eu sei :P

    Riquinho (take 2), reparo que nomeias os machos, mas da fêmea só te lembras da sua condição natural. Está mal.

    ResponderEliminar
  8. ricman cinéfilo14/05/12, 20:42

    Olha, respondi ao teu mano a pensar que estava a responder a ti... tou mesmo pateta.
    Já mais me passaria pela cabeça mandar bitaites literários ao teu mano biblio-musico-artístico-erudito... agora a ti, pseudo... :-P

    Pseudo, digamos que a beleza da condição natural da fêmea me fez abstrair de etiquetas vulgares, como nomes ou quejandos... efeito manifestamente diferente daquele que, felizmente, teve em mim o pirilau do John Hurt.

    Freguesias escrever o quê? Essa n apanhei.

    ResponderEliminar
  9. Essa do "jamais ao mano" só demonstra que não lês com atenção o que te é dirigido, por isso, reler o 1984 não te faria mal nenhum, seu pateta :P

    Oh pah, és mesmo um animal inculto das pérolas administrativas geograficamente mais pequenas :)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.