segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Tiques - II

Eu digo "porra" quando outras pessoas, na mesma situação, diriam "foda-se".

9 comentários:

  1. Eu confesso que também abuso dessa interjeição... mas costumo escrever "pôrra"... o acento circunflexo dá-lhe um ar mais "fôfo". :)

    Não conto ir investigar a origem desta palavra... mas cheira-me que não é muito mais inocente que o "foda-se".
    (LOL)

    ResponderEliminar
  2. Eu já não consigo ser tão delicada quanto tu. No mínimo, e se ainda for a tempo, sai-me um "dassss" para disfarçar.

    ResponderEliminar
  3. Quando me mudei para o Porto apaixonei-me pelo "puta que pariu",mas depois comecei a achar excessivo o uso de tanta palavra rude.
    Agora, quando quero ser agressivo faço uma pausa no final da frase e remato em tom de foda-se... "é que é uma merda impressionante".
    Eu sei... sou um menino.

    ResponderEliminar
  4. Eu adapto a linguagem ao local e à audiência, como todos nós, certamente. Em casa tenho que usar o "bolas" ou o mais inocente "caraças". Claro que às vezes penso que estou sozinho e sai outra coisa que atinge ouvidos que não devia.

    Quanto aos regionalismos, no Porto o uso do "filho da puta" pode ser carinhoso, já o "cabrão", carinhoso no sul, assume um tom geralmente ofensivo.

    ResponderEliminar
  5. Pois também perfiro o porra ao foda-se, mas no meu caso deve ser porque sou alentejana.
    Por exemplo também digo mais vezes "filho de uma cabra" em vez de "filho da puta", ou então "raios ma partam esta merda", em vez de dizer "caralho, foda-se para isto".

    ResponderEliminar
  6. Orquídea, admito que seja tão inocente quanto um foda-se redondo..hehehe...acho que depende das regiões. :)

    Ana, ultimamente têm saído uns "fosca-se". Vai dar ao mesmo. :)

    Roque, um menino com borbulhas na testa que pensa 3 vezes antes de articular um PQP! Fica-te bem :)

    Ness, eu tb tenho cuidado e o mais-que-tudo também, mas de vez em qd somos como tu, descaímo-nos.
    Um destes dias eu disse "este gaijo não se cala" em plena aula. Admito, e admiti na altura, que não é linguagem que se tenha em tal contexto, mas o puto ficou terrivelmente ofendido. Como se os colegas não o tratassem pior...

    Maria, cada pessoa diz aquilo que lhe sabe melhor na altura. Parece mal, mas sabe bem. :)

    ResponderEliminar
  7. Não há nada que alivie mais do que um "foda-se" que vem das entranhas.

    ResponderEliminar
  8. Sacrilégio!!! Nada, mesmo nada, pode substituir um "foda-se" em determinadas situações!

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.