segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Patife, Pacheco e Cª, Lda.

Dispensam apresentações, pois o Patife anda nestas andanças blogosféricas desde, pelo menos, Abril de 2010 e o Pacheco anda noutras andanças desde que alguém lhe deu a sua graça. Um escreve, o outro age. Um gaba-se do que o outro faz, o outro age em nome da humanidade. O Patife é homem de letras, o Pacheco é pau para toda a obra. O Patife escreve às segundas e às quintas apenas, o Pacheco não dá azo às encomendas diárias. O Patife diz “mata”, o Pacheco diz “fode”. Ambos têm seguidores, eles invejosos do Pacheco, elas ávidas da verborreia do patife. Ou será o contrário? Cada um sabe de si.

Agora mais a sério: o homem é um mestre exímio da literatura porno-erótica. Rima como mais ninguém, tem a resposta pronta na ponta da língua e está sempre pronto a aviar mais uma aventura. As longas horas passadas a ler Marquês de Sade, Bocage, Anne Rice, Henry Miller e a Gina ensinaram-lhe a teoria toda, que ele põe em prática no Chiado sempre que o deixam e que resultam em relatos hilariantes que podem ser lidos aqui. Encosta às boxes qualquer seguidor do falecido “O meu pipi”, que os arquivos blogosféricos o tenham em bom descanso.

Conselho: Patife & Pacheco chegam a ser viciantes. Cuidadinho com o que fazem a seguir.

15 comentários:

  1. Num faz o meu género.

    ResponderEliminar
  2. Ricman, de certezinha que tu também não fazes o género deles :P

    ResponderEliminar
  3. Gosto muito de ler o Patife, farto-me de rir, e reconheço que por detrás de textos atrevidos ou ordinários, estão uma criatividade e e uma genialidade que não é para qualquer um...:p

    ResponderEliminar
  4. AC, eu concordo em absoluto contigo (começo a pensar que tu e eu somos irmãs gémeas separadas à nascença..haha) e acrescento que quem está por detrás da personagem ordinária e badalhoca, escreve aqueles disparates hilariantes com a maior das naturalidades. Tu já viste como é que ele responde ao pessoal, sempre a rimar? Como dizes, é caso quase único!

    ResponderEliminar
  5. Eu farto-me de rir com o Patife! é geniaL!

    ResponderEliminar
  6. Diuska, somos um grande clube :)

    ResponderEliminar
  7. Ao falares no "O Meu Pipi" dessa orma, obrigaste-me a ir ver esses escritos. Teria que ler mais para comparar, afinal já se passaram quase 10 anos!!! E os gostos vão-se refinando, tornado mais subtis... Enfim, não posso dizer que faça o meu género, mas o blogue também não é para gajos como eu. E acho que tens razão, ombreia com O Meu Pipi, o que dito por mim é um elogio.

    ResponderEliminar
  8. Ando a blogosferar pouco, mas o Patife é daqueles tascos para um certo registo. E nesse registo, ele é O maior. Incluindo o falecido "pipi", pioneiro com pinta dos blogs de escrita marota.
    O Patife tem arte, e o Pacheco também. Vivam muito tempo e asim vivam as crónicas de ambos :)

    ResponderEliminar
  9. Tio, ora explique lá esta com detalhes, sff : "o blogue também não é para gajos como eu" :P
    Eu apanhei "O Meu Pipi já quase no seu final, foi certamente há menos anos que ele terminou, mas acredito que ambos os blogues sejam marcos na blogosfera, no que ao género diz respeito. Em mais nenhum lado, a pornografia me faz rir às gargalhadas como ali. :)

    ResponderEliminar
  10. Pusink, amén.:)
    O que se passa contigo, rapariga?

    ResponderEliminar
  11. Pseudo, Não conhecia, mas também achei piada... Até o comparei ao Pipi, um dos meus blogues preferidos de outras andanças.

    Não tem nada ver com o conteúdo apenas com as personagens e os locais onde decorre a acção.

    É preciso explicar mais alguma coisa? Se for ... tengo que pedirte un tiempo, que me marcho mañana para otro sitio...

    ResponderEliminar
  12. Tio, é sim, mas eu dou-te todo o tempo que precisares para a tua viagem, ida e regresso. Tu não te desgraces por essas terras :P

    ResponderEliminar
  13. O tempo é demasiado curto de momento.
    Mas voltarei para postar as parvoices do costume.
    Quando posso, passo por meia dúzia de blogs, como hoje :)

    ResponderEliminar
  14. Ahhh... Sempre acreditei que a parvorreia crónica de que padeço seria um dia reconhecida. Patife bate palmas. Já o Pacheco vai aviar uma nas calmas. ;)

    ResponderEliminar
  15. Já voltei, mas não só para as explicações.

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.