segunda-feira, 1 de junho de 2009

Post a roçar o erótico

Fecho os meus olhos e encostado na minha poltrona

Imagino-te.

A doçura dos teus olhos,a suavidade da tua pele,o tom quente do teu cabelo.A tua voz terna, o teu riso.Num momento o pensamento pula para além da realidade e ocupa o sonho, desejo-te.
Desejo sentar-te aninhada sobre o meu peito,passar as mãos nos teus cabelos e sentir no meu pescoço
o arfar leve da tua respiração.Olhar bem no fundo dos teus olhos,e ver o insondável da tua alma,
passar as minhas mãos gentilmente no teu rosto e acariciar-te levemente a nuca,e nessa caricia,puxar a tua cabeça ate sentir os teus lábios unidos aos meus.Começar a passar levemente a minha língua sobre eles,saboreando o doce do teu beijo e esperando que teus lábios lentamente se abram,deixando que a minha lingua descubra cada canto da tua boca.percorrendo-a num bailado doce e excitante.Beijar-te até saciar a sede do desejo dos teus lábios.Depois percorrer o teu pescoço com a minha boca húmida do nosso beijo,deixar que meus dentes arranhem suavemente a tua pele para te ver arrepiada e ouvir um gemido sussurrado.Beijar os teus seios,acariciando-os e chupando cada um deles,chupando com força,
fazendo com que o teu seio entre na minha boca,e depois mordiscar lentamente os teus mamilos,deixando que sintas a dor leve do aperto dos meus dentese voltar a chupá-los de novo, fazendo-te esquecer a dor.Deixar que as tuas mãos guiem a minha boca ao longo do teu ventre,beijando cada centimetro da tua pele,acariciando-te com as minhas mãos sedentas de descoberta.Deixar que a minha boca encontre o teu sexo,quente,palpitante e permitir que eu o descubra.Deixar que a minha língua te penetre profundamente acariciando um jardim de sensações desconhecidas e só tuas.Beijar esse epicentro do desejo,deixar que os meus dedos descubram o teu calor,e voltar a explorar-te com a minha boca ávida do teu prazer.Depois beijar as tuas pernas centímetro a centímetro,até acariciar os teus pés,
colocando-os em minhas mãos,admirando-os e beijando lentamente cada um deles.Voltar a beijar a tua boca entreaberta por gemidos e calá-los num longo e profundo beijo onde as nossas bocas se perdem
e as nossas línguas se misturam.Acariciar os teus seios,apertanto os mamilos rosados entre a ponta dos meus dedos,para te ver gemer e arquear o corpo tentando fugir à dor.De seguida beijá-los de novo
deixando que o calor da minha boca adormeça a dor sentida e de novo mordiscá-los para de novo ouvir um gemido meio de prazer.meio de dor.Finalmente quando os sentidos totalmente excitados não suportam mais a espera,colocar-te sentada sobre os meus quadris e deixar que me possuas,possuindo-te,agarrando a tua cintura para que o meu corpo se funda no teu,até ao mais profundo do ser.
Ficar assim sentindo o teu corpo dançar sobre o meu a melodia dos nossos gemidos e segurar o prazer até ao limite.Depois gentilmente tirar-te de cima de mim,beijar de novo lentamente a tua boca bebendo os teus suspiros e de pé abraçar-te e beijar-te até o desejo ser para lá de intenso e com teu corpo colado no meu, num forte abraço,deitar-te suavemente na cama e comigo sobre o teu corpo,penetrar-te lentamente,
puxando-te para mim,obrigando o teu corpo a receber plenamente o meu.Sussurrar juras de amor nos teus ouvidos e sentir que doi o não me deixar satisfazer totalmente ainda,e deixando que a dor do prazer adiado se eternize,possuir-te numa dança que visa o teu prazer,até sentir que o teu corpo se arqueia num espasmo e que as tuas coxas se contraem extasiadas apertando o meu corpo dentro de ti,depois,ai sim,
num longo beijo,deixar que o meu corpo se sacie,abraçando o teu num amplexo ardente,sentindo espasmos percorrerem-me e soltando um rio de seiva quente dentro de ti.Depois somente o suave sussurro de palavras de amor e dois corpos suados que se tocam,numa preguiça feita de desejo saciado.
Um beijo cumplice sela o amor que nos une e um sorriso delicado entreabre teus lábios que beijo agora só com amor,saciado de desejo.Enlaço-te num abraço e esperamos que o sono chegue,enquanto beijo as tuas palpebras e silencío a tua boca com um ultimo e longo beijo.

Depois, enfim, depois imagino-te num sonho

Aviso já que o que leram - se é que chegaram ao fim, porque eu não consegui - foi-me hoje enviado por e-mail e certamente a mais não sei quantas donzelas, a ver se pega. Não sei se o texto é bonito ou não, mas a sua forma deixa muito a desejar e considero-o mais um exemplo de spam do que outra coisa qualquer, ainda por cima com erros e gralhas que um qualquer corrector ortográfico online detectaria. Mas porque raio é que as pessoas se deixam levar por estas coisas em cadeia? Será que o remetente leu mesmo tudo antes de clickar no "enviar" com a opção de Bcc? Não seria muito mais honesto dizer bem menos com as suas próprias palavras ou até deixar-se estar quietinho na sua poltrona, sem encher as caixas das outras pessoas de coisas meladas, ainda mais quando nunca as viu mais gordas? Haja paciência! (Sim, hoje estou com os azeites!)

2 comentários:

  1. IG: há coisas que derpois de ler se dever por em prática...

    ResponderEliminar
  2. Acho mal que não valorizes o esforço que foi a compilação (aqui está uma palavra que vem muito de acordo ao tema...) deste texto.
    Imaginas o trabalho que deve ter sido retirar daqui e dali umas frases, uns paragrafos e colocar tudo em sequência?
    Caramba! Há que dar, ao menos, esse mérito!

    Já agora, eu li até ao fim. Porque não sou de deixar as coisas a meio...
    Quanto ao resto, spam nisso!

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.