quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Xô Satanás!

Agora que a má disposição já passou - vocês não tinham notado nada, pois não? Eu sei que não :)-, nada como voltar ao normal habitual, ou seja, à parvalheira a que vos habituei. Nada como uma boa dose de porrada em alguém para nos fazer sentir outras. E mais não digo, senão ainda me acusam de violência! É que isto de ser mulher tem muito que se lhe diga. É coisa que os homens nunca entenderão - bem, alguns homens entendem, mas não estou a falar desses.
Sendo assim, nada como acabar a noite com a seguinte historieta, que prova que os homens só fazem merda (esqueçam o aspecto racista, sim?):
"Dois brancos e um negro estão num andaime, a lavar os vidros de um grande edifício. De repente o negro dá um gemido, vira-se para o branco do lado e diz:
-Ai, ai, ai! Preciso cagar, vou cagar aqui mesmo!
-'Tás maluco, pá! Vais sujar toda a gente lá em baixo!
-Mas não aguento mais, meu! Não vai dar tempo para descer!
-Então bate à janela e pede à senhora que te deixe usar a casa de banho - aconselha o branco.
E é o que ele faz. Assim que a velha abre a janela, ele voa para a sanita.
Está lá o negro, tranquilo e aliviado, quando ouve uma gritaria sem fim. Quando sai, vê que o andaime se tinha partido e os dois brancos se tinham espatifado no chão.
No dia seguinte, no velório, estão lá os amigos, as viúvas inconsoláveis e o negro acompanhado da esposa, quando chega o dono da empresa onde trabalhavam.
Imediatamente todos se calam , e o senhor começa o seu discurso dirigido às esposas:
- Sei que foi uma perda irreparável, mas vou, pelo menos, tentar aliviar tanto sofrimento. Como sei que as senhoras vivem em casas alugadas, darei uma casa a cada uma. Também sei que as senhoras dependem dos autocarros, por isso, darei um carro a cada uma. Quanto aos estudos dos vossos filhos, não se preocupem mais, pois tudo será por conta da empresa até que terminem a Faculdade. E, para finalizar, as senhoras receberão todos os meses 1000 Euros, para compras no mercado.
E a mulher do negro, já meia arroxeada, não se conteve mais e diz ao ouvido do marido:
- E tu a cagar, n'é????

5 comentários:

  1. olha esta 'tá boa!
    Com que então andas à procura de riso.
    Mulher!!! às vezes a gente ri para não chorar... é ou não é!!!
    Bóra lá!

    ResponderEliminar
  2. O patrão é que é anedótico :-))))))

    Bom dia

    ResponderEliminar
  3. Estou com a Robie, um patrão destes é saído dum filme de ficção científica bem intencionada, só pode :)))

    Bom dia

    ResponderEliminar
  4. O que uma mulher pode perder quando o gaijo resolve cagar!:D)))))

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.