domingo, 3 de setembro de 2006

E porque este espaço também pode servir para fazer serviço público...

...faço aqui a divulgação da ABRA - Associação Bracarense Amigos Dos Animais, uma associação que, em regime de voluntariado, acolhe e dá ajuda aos animais que pelos mais variados motivos lhes "batem à porta".
Estando ciente da responsabilidade que é ter um animal em casa, limito-me a ajudá-los apenas deste modo, já que em Braga não tenho condições logísticas para ter um "amigo" destes. Deixo aqui o apelo para, se quiserem e puderem, fazerem o mesmo ou melhor.

3 comentários:

  1. Sendo que há meses que aqui não vinha fazer uma secreta visita, me resolvi hoje (quissá por absoluta falta do que fazer ou talvez até por simpâtia com o cantinho em questão, que é este)a passear um pouco por blogs antigos, como é este.
    antigo sim, porque apesar dos vêemented "não" ouvidos aquando dos meus pedidos para que me desse o link desse seu tão misterioso blog (recordar-se-á se remontar ao tempo de uma qualquer aula d inglês que eu pessoalmente não recordo) me resolvi a procura-lo por mim mesma, e aqui vim ter. e apesar de tudo isto tirar beleza à narrativa devo dizer que não foi difícil. O google faz maravilhas, eu nao =).
    E não poderia deixar d elogiar a leveza de tudo isto, sendo que os meus comentários sao sinceros e, pelo facto de nao sermos já aluna-professora, não há como duvidar disso. (não que nessa altura não houvesse neles sinceridade, mas a simpatia do estudante pelo docente gerará sempre desconfiança x)
    Mas acho que de tudo isto, o mais estranho sem dúvida é, ao ler o que parte de uma qualquer pessoa, descobrir, ou será mais correcto dizer, redescobrir o ego de outrém! Ás vezes(só porque é brusco demais dizer "sempre") trancamos o que as pessoas são, naquilo que vemos delas. e se assim fosse, repare que lamentável seria toda a sua existência restrita ao ensino do inglês! mas tudo isto vem reforçar um pouco toda a minha teoria de que pessoas não passam de ideias. E se não me tivesse eu empenhado (sendo que o empenho não foi assim tanto, benditos os motores de pesquisa)a ideia, sua, que teria hoje seria no mínimo simpatica, mas ainda assim mesquinha em ralaçao à que hoje faço. Acho que, hoje, e talvez sempre, me viro de mais para as sensibilidade da filosofia e portanto, fico por aqui no meu monologo entendiante.
    como nota de pré-despedida, só tenho a dizer que Paul Auster é realmente uma bola leitura (aconselho O palácio da Lua e a música do acaso) muito pelo cariz realista que dá as personagens. Mas, feliz ou infelizemente, as minhas leituras dele foram interrompadidas este verão por Nietzsche e Fernando Pessoa(que não deixam nunca, nunca de me arrebatar), que escritor algum poderia igualar, na minha tão cálida opinião. E por isso , se é que ainda não leu (coisa que duvido) iria apelar a que se perdesse no Livro do Desassossego e no Assim falava Zaratustra. é coisa que vale mesmo a pena.
    e fico finalmente por aqui, sendo que as probabilidades de nao ter tido paciencia d chegar ao fim do comentário são vastas. Mas tenho a dizer que está realmente calor aqui no escritório e que, por isso, o meu esforço deveria ser notado =)
    Optimo resto de féria e espero, espero realmente, que volte a dar uma vista de olhos ao meu blog, se houver paciência em tudo isto.
    enorme beijo

    Filipa ( se nao se lembrar realmente de quem diabos é a filipa, podia dizer que fui sua aluna no 10º ano, do ano passado lá está. e se mesmo assim nao se recordar, não há problema, afinal isso é o que menos importa).
    Boa sorte para o novo ano*

    ResponderEliminar
  2. juro que nao que notei que estava tão grande :O
    *

    ResponderEliminar
  3. obrigada por divulgares a ABRA!!!! os bichos não vão prá SIC e prá TVI falar dos seus problemas...
    Kiss,
    IG

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.