quinta-feira, 7 de setembro de 2006

Aposto que sim!

7 comentários:

  1. AlÔoooo!

    Se aceitares as minhas sugestões, o melhor é começares já a preparar a sobremesa que é um sorvete muito fácil de fazer.

    Sorvete de limão

    Ingredientes
    8 colheres (de sopa) de açúcar
    1 xícara (de café) de caldo de limão
    1 colher (chá) de casca ralada de limão
    2 copos de leite
    2 claras


    Bata as claras em neve, junte 5 colheres (de sopa) de açúcar, e a casca de limão, continue a bater até o ponto de suspiro. Acrescente o caldo de limão, o restante do açúcar e o leite. Mexa muito bem e leve ao congelador.


    Spaghetti com bacon à mINHA moda

    I
    1 embalagem de bacon
    2 tomates maduros grandes
    1 pimento verde grande
    1 cebola grande
    3 dentes de alho grandes
    Orégãos em folha
    Sal a gosto
    Queijo parmesão ralado

    II
    1 pacote de spaghetti
    1 casca limão
    1 colher de sobremesa de manteiga

    Corte em cubos todos os ingrediente do grupo I à excepção do alho que é melhor picado. Deite-os num tacho com água de forma a que esta cubra até 1/3 acima da preparação. Acrescente o sal e os orégãos. Deixe cozer lentamente e vá mexendo de vez em quando com a colher de pau. Vá rectificando a água. O resultado final será um molho espesso, muito colorido.

    Coza o spaghetti com a casca do limão e umas pitadas de sal até ficar “al dente”. Escorra e envolva a manteiga.

    Sirva de imediato em pratos individuais, a massa com este molho e polvilhada com o queijo parmesão ralado.

    Bom apetite

    ResponderEliminar
  2. Epá.
    Vocês estão a fazer-me fome!

    ResponderEliminar
  3. Numa sanita nunca. Mas acredito que sendo considerada uma galinha de estimação...

    ResponderEliminar
  4. Ckicken? Quererás dizer uma franga?.. lol.

    ResponderEliminar
  5. realmente... que falta de chá!! deixem o frango cagar em paz!

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.