sábado, 22 de abril de 2006

Pseudo-vernáculo

Como já devem ter reparado, eu digo ordinarices. Portanto, meus caros amigos e amigas, nada de "asteriscarem" os vossos "caralhos" e "foda-se" e "puta que os pariu", porque neste blog não há lápis azul (por enquanto). Não se coíbam de escrever aqui o que dizem quando vão a conduzir e encontram um empata-fodas à vossa frente, ou quando, tal como me aconteceu a mim ontem, deixaram as chaves de casa dentro de casa e vocês estavam do lado errado da porta. É que dar 35 euritos aos bombeiros voluntários - tá bem que eles precisam de ganhar o pão deles - é dose e nós estamos em tempo de crise. Bem, alguns de nós ...

8 comentários:

  1. Eu podia dizer aqui uma centena de palavrões (sou de Braga, caralho!) mas esgotei-os todos quando ó bocado o Porto foi campeão.

    ResponderEliminar
  2. Ò pseudo que raio de ordinarices do CARALHO sao essas,tu tás louca
    pá he...he...
    Bejocas e bom Domingo

    ResponderEliminar
  3. Quando ficas do lado errado da porta sem a chave, só apetece mesmo dizer. Cum caralho, filho da puta, foda-se o caralho da chave tinha de estar lá dentro...agora tenho de chamar os caralhos dos bombeiros para me abrirem a puta da porta....

    ResponderEliminar
  4. ai mou deus que bou-me ja benzer....... :)

    ResponderEliminar
  5. Não é que fique bem a uma senhora da minha idade, mas, foda-se, sabe tão bem abrir bem a boca para dizer ums caralhadas! E já que estamos numa de desabafar: Puta que pariu a merda da crise!

    ResponderEliminar
  6. prontus.. a mim n foi as chaves de casa mas as do carro... com a minha filha lá dentro na altura com 2 anos e meio... Foda-se!

    ResponderEliminar
  7. Foda-se!!Este blog n é nada conservador,sempre a dizer parvoíces tu,puta k pariu lá este tipo de posts!Ok,adorei!Assim é k é,liberdade de expressão na verdadeira acepção da palavra...=)

    ResponderEliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.