segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Ponto assente

Recuso-me a ser NIFomaníaca, ou pelo menos, mais do que era antes da história-de-rabo-escondido-dos-carros-de-alta-gama. Que comecem por cima, que também sabe bem, ora, ora!

7 comentários:

  1. Eu não falho um NIF... :) Mas isso sou eu que sou contabilista e gosto de não pagar tanto de IRS (ou de reber mais, depende do ponto de vista)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, se pedisse cada vez que vou às couves da Dª Isabel, andaria com a carteira recheadinha deles :)

      Eliminar
  2. Um destes dias ainda vamos ter que enviar as faturas para o ministérios em SMSs de valor acrescentado, cada mensagem vale um cupão a dobrar.

    Conta, peso e medida é, mais uma vez, do que precisamos :P

    ResponderEliminar
  3. Tu andas distraída ou é mesmo falta de atenção??!! hehehe, quem está por baixo é que se trama, já vem dos primórdios, é uma hierarquia, e sempre existirá. Mas fazes bem, eu faço o mesmo. :)

    ResponderEliminar
  4. Zezinho, não percebi a tua dúvida sobre mim. Sim, quem está por baixo é que se trama, por isso é que eu disse que me recuso a fazer o que eles pedem e sugeri que começassem por eles próprios e pelas empresas grandes. Afinal qual é a dúvida? Começar por cima TAMBÉM é bom :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho dúvida de que não começarão por cima. Quando lá chegarem já terão esmagado todos os outros que estão abaixo.
      Tens razão, não é dúvida, é utopia. :)))

      Eliminar

Olha, apetece-me moderar outra vez! Rais' partam lá isto!

P.S.: Não sou responsável por aquelas letrinhas e números enfadonhos que pedem aos robots que cá vêem ler-nos.